terça-feira, 6 de dezembro de 2011

CRIA participa do Dia Mundial de Luta contra a Aids

Entre Rodas de Conversa, apresentação teatral e sessão especial na Câmara Municipal de Salvador, o Centro de Referência Integral de Adolescentes (CRIA), participou de debates sobre formas de prevenção da Aids e contaminação pelo HIV, no último dia 01 de dezembro, Dia Mundial de Luta contra a Aids.
Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2010 foram registrados 34,2 mil novos casos de Aids no Brasil. Por conta disso, o CRIA- dentro do Projeto Diga Aí Povo do Pelô, realizou 3º Roda de Conversa, na Biblioteca Manoel Quirino, Solar Ferrão, Pelourinho. Para o estudante Edson dos Santos, 13 anos, a conversa foi bastante interessante, pois esclareceu dúvidas sobre a diferença entre AIDS e HIV. “Foi muito bom saber que a Aids e HIV são coisas diferentes, principalmente por que em casa os pais ficam sem saber como falar essas coisas”, disse.
Já na apresentação do espetáculo, "Quem me ensinou a nadar?", do grupo Iyá de Erê, na Escola Polivalente San Diego, Uruguai, aconteceu um debate com os estudantes, professores e funcionários da escola. A coordenadora de arte do CRIA, Carla Lopes, explica que o objetivo da conversa foi para “discutir sobre a contaminação e formas de prevenção da Aids”, concluiu. 

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Iyá de Erê realiza apresentação e debate sobre Dia Mundial de Luta contra a Aids

Dentro da mobilização do Dia Mundial de Luta contra a Aids, próxima quinta-feira 01 de dezembro, o grupo teatral do CRIA, Iyá de Erê, apresentou o espetáculo "Quem me ensinou a nadar?", nesta quarta-feira (30), na Escola Polivalente San Diego, Uruguai.

O espetáculo mostra a história de negros que vieram da África para trabalhar na construção de Salvador. A narrativa continua na luta do dia-a-dia, das mães que criam seus filhos com imensa dificuldade, e na brincadeira de meninos e meninas que inventam mundos.

Depois da apresentação do espetáculo, aconteceu um debate com os estudantes, professores e funcionários da escola. A coordenadora de arte do CRIA, Carla Lopes, explica que o objetivo da conversa foi para “discutir sobre a contaminação e formas de prevenção da Aids”.

Ainda de acordo com Carla, além de tratar sobre a questão da vulnerabilidade à doença e da conscientização da população, “a experiência foi bastante importante para mostrar aos jovens que tudo na vida é fruto de escolhas”. No final do encontro foram distribuídas cartilhas sobre vulnerabilidade e preservativos.   


Conferência Estadual de Cultura começa nesta quarta-feira (30) em Vitória da Conquista

Nesta quarta-feira (30), começa a IV Conferência Estadual de Cultura, em Vitória da Conquista. Este ano, o evento apresenta o tema “Planejar é Preciso”, que entre outros assuntos, discutirá a nova configuração da Lei Orgânica da Cultura aprovada pela Assembléia Legislativa da Bahia.

O Centro de Referência Integral de Adolescente (CRIA) participa dessa discussão através da representante, Iaracira Nascimento, que apresentará resultados das ações do VII Encontro Ser-tão Brasil. O VII Encontro Ser-tão Brasil- Semeando os Saberes e Fazeres do nosso povo- aconteceu na cidade de Boa Vista do Tupim (BA), nos dia 04, 05 e 06 de novembro de 2011. Na ocasião, foram levantadas propostas para a criação de políticas públicas, Rodas de Conversa, grupos de Teatro nas escolas, espaço de memória da cidade e a construção do Quintal das crianças na cidade.

Para Maria Eugênia Milet (CRIA), o trabalho realizado durante o Ser-tão Brasil, destaca a importância de construir espaços de aprendizagem coletiva. “Trabalhamos muito para esta Conferência através das ações da Rede Ser-Tão Brasil e atividades ligadas à infância. Que possamos analisar os resultados das Pré-Conferências Setoriais produzidos por crianças de Salvador, do Ser-tão Boa Vista do Tupim”.

Participam da Conferência o secretário estadual da Cultura, Albino Rubim, representantes do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), da Fundação Pedro Calmon (FPC), Fundação Cultural (Funceb), Diretoria de Museus (Dimus) e Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI). 

terça-feira, 29 de novembro de 2011

CRIAPoesia participa de concurso Sesi de Poesia

Arte, música, e principalmente poesia, foram os elementos utilizados pelo grupo CRIAPoesia, durante a participação do concurso Sesi de Poesia, na última sexta-feira (25). O concurso, que tem como objetivo criar espaço na divulgação de novos talentos convidou o (CRIA), para criar uma nova dinâmica para as apresentações deste ano.

De acordo com a arte-educadora, Jedjane Mirtes, a experiência foi bastante proveitosa. “Uma semana antes da apresentação ministramos uma oficina de poesia para os 12 selecionados e ainda tivemos a participação do poeta Cazzo Fontoura. Além disso, a cada bloco de recitais, tinha apresentação de vídeos de poetas e intervenções artísticas”.

Para os jovens do CRIAPoesia participar deste evento contribuiu para levar o formato utilizado pelo grupo que  integra várias formas de arte. Segundo Gleisson Alvs, 17 anos, as apresentações não tiveram o caráter de concurso, mas como uma “troca de experiência” e uma forma de “levar o formato que a gente faz, que leva música, dança e poesia para deixar mais dinâmico o recital”.

Joseph Figueiredo, 14 anos, destacou a importância da interação entre as pessoas “fomos recebidos por um público bem diverso com  muito acolhimento”.  


quinta-feira, 24 de novembro de 2011

3ª Roda de Conversa acontece nesta sexta-feira (25)

O Dia Mundial de Prevenção contra a Aids será próximo dia 01 de dezembro, e para tratar deste tema o Centro de Referência Integral de Adolescentes (CRIA), realizará nesta sexta-feira (25) a 3ª Roda de Conversa, às 9h e 14h, na Biblioteca Manuel Querino – Centro Cultural Solar Ferrão – Rua Gregório de Mattos, nº 45 – Pelourinho.

Formas de prevenção e tratamento da doença que assola milhares de brasileiros serão os temas abordados durante o encontro do Projeto Diga Ai Povo do Pelô. Convidados:Cássia Lima (Área de Saúde e Direitos Sexuais e Reprodutivos- CRIA - Centro de Referência Integral de Adolescentes) e Aliança de Redução de Danos Fátima Cavalacanti.


terça-feira, 25 de outubro de 2011

Iyá de Erê em Cosme de Farias



Amanhã, dia 26/10, tem o Iyá de Erê lá em Cosme de Farias. Ainda dá tempo de se agendar!!

O grupo teatral do CRIA, Iyá de Erê, apresenta o espetáculo "Quem me ensinou a nadar?" no dia 26/10, às 10h no Colégio Estadual Cosme de Farias (no final de linha do bairro). A apresentação é aberta para todos!

Sinopse da peça:
O espetáculo se passa no Pelourinho, onde mulheres guerreiras fiam o destino de uma história que começou há muitos anos. Em uma época em que os negros tornaram-se malungos (irmãos) no navio negreiro, e chegaram aqui para trabalhar na construção da cidade.  A narrativa continua na luta do dia-a-dia, das mães que criam seus filhos com imensa dificuldade, e na brincadeira de meninos e meninas que inventam mundos.


Imperdível esta nova edição do Pipoca & Papo! Com o tema “Por que Jorge é amado?”, convidamos os participantes para uma reflexão sobre a obra literária de Jorge Amado. São inúmeras as adaptações para cinema, teatro e televisão, seus livros foram traduzidos em 55 países, em 49 idiomas, existindo também exemplares em braille. Para pipocar ainda mais essa Roda de Conversa, contaremos com a presença do ator Robério Lima, o “Professor” do filme Capitães da Areia e Camila Kowalski, assessora de comunicação da Fundação Casa de Jorge Amado.

O Pipoca & Papo é uma atividade do CRIA (Centro de Referência Integral de Adolescentes) para mediação de leitura na perspectiva de aproximar uma população que não tem o hábito de ler ao universo dos livros. Esta ação traz para a roda um autor(a) que estimula o público a conhecer sua criação literária.

Em 2011, as edições do Pipoca & Papo fazem parte do Projeto Diga aí, Povo do Pelô! selecionado pelo Edital “TÔ NO PELÔ”  Apoio à Dinamização Artístico-Cultural do Pelourinho” do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia e conta com apoio financeiro da Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda do Governo Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura”. O Projeto pretende promover articulações entre as organizações do Centro Antigo, contribuindo para a diversidade de ações culturais do Pelourinho.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

O grupo Pessoa Comum no Pelourinho

No dia 05/10, o espetáculo “Quem somos nós?”, do grupo Pessoa Comum, despertou diálogos ao redor de temas caros à realidade da cidade de São Salvador, como identidade cultural e o direito à moradia. A apresentação do grupo aconteceu no Largo Pedro Archanjo, no Pelourinho, e contou com diversidade na sua platéia: jovens da Fundação Cidade Mãe e Centro Tecnológico do Centro Histórico, crianças da Escola Vivaldo da Costa Lima e participantes da ONG Força Feminina e do Movimento dos Sem Teto de Salvador. Além disso, os habitantes do Pelourinho e aqueles que por lá circulam também foram prestigiar a apresentação e expressar suas opiniões.


A roda de conversa, que durou certa de quarenta minutos, teve uma grande participação do público: os jovens e educadores presentes não deixaram de dar voz às suas opiniões. Os colaboradores convidados pelo CRIA, Vânio Borges, do Movimento de População de Rua de Salvador, e Maura Cristina, do Movimento de Sem Teto da Bahia, também deixaram sua marca após a peça.  


A próxima apresentação é no dia 19/10 (quarta-feira), onde o grupo Iya de Erê levará a montagem “Quem me ensinou a nadar?” para o centro da roda, também no Largo Pedro Archanjo. Temas como a proteção ao direito da criança e do adolescente e o cotidiano do Pelourinho serão as pautas da vez!


terça-feira, 4 de outubro de 2011

Seminário "A Biblioteca como Lugar do Saber"


As inscrições para o Seminário “A Biblioteca como Lugar do Saber” estão abertas. A iniciativa, promovida pelo Goethe-Institut Salvador, tem como parceiros o Instituto de Ciência da Informacao (ICI) da UFBA, Centro de Referência Integral ao Adolescente (CRIA), a Fundação Pedro Calmon, a Biblioteca Pública do Estado e entidades comunitárias. A proposta do seminário é discutir e avaliar a Lei Nrº 12244, de 24 de maio de 2010, que estabelece, num prazo de dez anos, a criação de bibliotecas escolares em todo o território nacional.

Confira mais informações no cartaz!



Os interessados deverão efetuar sua inscrição através dos seguintes contatos: Tel.: 3338-4706 - Email: bibl@salvadorbahia.goethe.org

Seminário “A Biblioteca como Lugar de Saber”
Data: 24 e 25 de outubro
Horário: 9h-12h30 / 14h-17h
Local: Sala Kátia Mattoso – Biblioteca Pública do Estado – Barris
Taxa de inscricao: R$ 30,00 (R$15 - estudantes)

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Direito à moradia e identidade cultural em pauta

Depois de toda a agitação da Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art estamos de volta à cena! E, dessa vez, com rodas de conversa! Nos dias 05 e 19 de outubro, às 10h, dois dos nossos grupos artísticos apresentarão os seus espetáculos no Pelourinho. As montagens Quem somos nós? e Quem me ensinou a nadar?, dos grupos Pessoa Comum e Iyá de Erê, respectivamente, serão exibidas no Largo Pedro Archanjo e terão entrada franca. Após as apresentações, todos os espectadores terão a oportunidade de conversar sobre os temas abordados nas peças, tais como a constituição da cidade do Salvador, com foco no Pelourinho, o direito à moradia, identidade cultural, políticas culturais e proteção ao direito da criança e do adolescente. Essa iniciativa faz parte do Projeto Diga Aí, Povo do Pelô, que traz ações de formação para o exercício da cidadania ao longo do ano de 2011.

Os jovens do grupo Pessoa Comum em cena

O primeiro a subir no palco é o espetáculo Quem somos nós?Dirigida por Alessandro Souza e Rose Silva, a montagem vai ser apresentada dia 05/10 (quarta-feira), às 10h. A história trata da trajetória da ocupação da cidade de Salvador e homenageia os negros, caboclos e ibéricos que habitam as terras brasileiras e suas contribuições para a construção das nossas identidades. Para Rose Silva, essa apresentação no Largo Pedro Archanjo, demonstra a preocupação do CRIA com o seu próprio lar. “Nós queremos reforçar o valor desse jovem do Pelourinho. É importante apresentarmos o ponto de vista diferenciado dos nossos adolescentes nesse mundo globalizado”, conclui. Maria Lúcia Pereira, do Movimento de População de Rua de Salvador, e Maura Cristina, do Movimento de Sem Terra da Bahia, serão as colaboradoras do debate pós-espetáculo. Esperamos todos lá!

E aí, povo do Pelô?


quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A despedida da mostra cênica CRIA e C'art


O mês de agosto acaba e, junto com ele, a Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art. Iniciada na sexta-feira passada, dia 26, a mostra trouxe uma programação recheada de montagens e oficinas, em comemoração aos 14 anos de união entre o CRIA e C’art. Hoje, dia 31, o encerramento ainda traz espetáculos para o público.

Os clowns de Arte do Encontro sobem pela última vez no palco do Teatro Vila Velha às 18h, numa oportunidade única de dar boas gargalhadas com o encontro entre Brasil e Itália, tendo como elementos de integração: vassouras! Vale lembrar que a entrada é gratuita.

Ratos, vassouras e narizes vermelhos em Arte do Encontro

Já às 19h, é hora da platéia conferir o resultado das oficinas ministradas por Maria Eugênia Milet e André Casaca, que aconteceram entre os dias 29 e 31. “O encontro das artes” vai reunir, em cena, o trabalho desenvolvido por esses dois nesse período. Vem se despedir da nossa mostra Cênica em grande estilo. E aguarde que já, já tem mais novidade sobre o CRIA chegando! 


terça-feira, 30 de agosto de 2011

O encanto poético do CRIA e a vez do Iyá de Erê

Ontem, 29/08, o Teatro Vila Velha foi contagiado pela energia poética. Os jovens do grupo CRIAPoesia foram para o palco homenagear os poetas Zeca de Magalhães, Myriam Fraga, Cuíca de Santo Amaro e Gregório de Mattos. Todo o público celebrou junto com o CRIA a cidade de Salvador, em seus versos e atos.

O discurso poético do CRIAPoesia

Além disso, mais uma apresentação do espetáculo Arte do Encontro fez o público se encantar com a união dos palhaços brasileiros e italianos. Os clowns e suas estripulias se apresentam de novo hoje, terça-feira, às 18h. É uma ótima oportunidade para dar boas gargalhadas na mostra cênica.

Cantoria em italiano no espetáculo Arte do Encontro

 O grupo Iyá de Erê, às 19h, vira o protagonista da programação e traz toda a beleza do espetáculo Quem me ensinou a nadar? para à cena. A história da montagem se passa no Pelourinho, onde mulheres guerreiras fiam um destino que começou há muitos anos. Em uma época em que os negros tornaram-se malungos (irmãos) no navio negreiro, e chegaram aqui para trabalhar na construção da cidade.  A narrativa continua na luta do dia-a-dia, das mães que criam seus filhos com imensa dificuldade, e na brincadeira de meninos e meninas que inventam mundos. Não percam!


domingo, 28 de agosto de 2011

O domingo é na Arte do Encontro


Terceiro dia de Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art e os espetáculos programados continuam com toda energia. O público pode conferir hoje, dia 28, às 18h, a montagem Um dia... Um quintal, com os jovens do grupo artístico do CRIA: Mais de Mil. Tudo acontece numa cidade grande, onde meninos e meninas se estranham. Cansados de brigar, acham um Quintal, cheio de pedaços e coisas interessantes. As crianças encontram um livro com um Conto Milenar e decidem viver essa história de verdade. A ideia é fazer esta aventura continuar!
 O grupo Mais de Mil estreia hoje com seu novo espetáculo

Quem ainda não assistiu Tranquilli!!!, espetáculo com direção e atuação de André Casaca, tem a última oportunidade de conferir. As peripécias de um palhaço e sua bicicleta alada vão para o palco principal do Teatro Vila Velha, hoje, às 20h. Alguém vai deixar de conferir? 


sábado, 27 de agosto de 2011

Grupo Pessoa Comum e André Casaca em cena


A programação da Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art continua com todo gás. Hoje, dia 27,  tem mais espetáculos no palco principal do Teatro Vila Velha. Às 18h, a peça Quem somos nós?, do grupo artístico do CRIA: Pessoa Comum, vai contar a história da construção da cidade de Salvador, pela ótica dos moradores dos bairros populares. Um terreno vazio é ocupado por personagens de muitos lugares do interior, já que todos precisam de terra para plantar seus sonhos, buscar a paz e descobrir quem são.

O grupo Pessoa Comum se apresenta hoje, às 18h

Às 20h, André Casaca volta a se apresentar com Tranquili!!!. A montagem traz para o público um viajante sonhador, com traços poéticos, que é transportado para longe da realidade através da sua bicicleta alada. Indicado para qualquer público, sem barreiras de língua, cultura e idade. Não deixem de conferir!  

O personagem de Tranquilli!!! busca aumentar o próprio tempo


sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Arte do Encontro hoje no Teatro Vila Velha

Hoje é o primeiro dia da Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art e ele já começa cheio. A largada da mostra, que tem o patrocínio da União Européia, será pela tarde, às 15h30, quando um cortejo artístico tomará conta do Passeio Público, puxado pelo grupo cultural do recôncavo baiano, Lindro Amor.  Às 17h, acontece a abertura oficial do evento. Nela, Maria Eugênia Milet e André Casaca (Itália) darão depoimentos sobre a importância da arte-educação na formação de crianças e jovens, e sobre o intercâmbio entre jovens de culturas diferentes. Além disso, o público poderá conferir a exibição do vídeo Encontros de Bem-Querer, sobre a cultura popular dos municípios de Lafaiete Coutinho e Quilombo de Tijuaçu.

O primeiro espetáculo que sobe ao palco do Teatro Vila Velha é Arte do Encontro, com o CRIAPalhaço e Grupo de jovens Clowns do Teatro C'art, às 18h. A montagem é resultado do intercâmbio artístico cultural entre duas realidades: a de Salvador e da região da Valdelsa em Castelfiorentino (Itália). Por mais de um ano, estes dois grupos de jovens, um na Itália e o outro no Brasil, foram estimulados no processo de criação de cenas cômicas, fazendo um estudo sobre o uso do humor não-verbal nas relações interpessoais. 

Ainda na abertura, às 20h, também no palco principal do Teatro Vila Velha, o segundo espetáculo para o público: a Itália encanta na peça Tranquilli!!!. Com direção e atuação de André Casaca, essa montagem busca criar uma caricatura do homem frenético que persegue o seu cotidiano na tentativa eterna de encontrar a tranqüilidade, de se adaptar e aumentar o próprio tempo. Confere o cartaz da programação de hoje:


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Cortejo Lindro Amor na abertura da Mostra

O Lindro Amor é um grupo folclórico secular. Uma manifestação da cultura popular vinculada à religiosidade de pequenas cidades do interior. Existem alguns grupos Lindro Amor pela Bahia, mas o que estará ao lado do CRIA na abertura da Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art, amanhã (sexta-feira), dia 26/08, às 15h30, veio direto de São Francisco do Conde, recôncavo baiano. Há 40 anos o grupo estava desativado, mas foi revitalizado há 15 anos por Mãe Áurea. A senhora resolveu agregar as pessoas que quando crianças viram o cortejo encher de cores e músicas as ruas de São Francisco do Conde. Uma vez reunidos, todos saíram em busca do resgate de cantigas que estavam na origem do Lindro Amor.

O cortejo Lindro Amor enchendo o Pelourinho de ritmos

Toda essa musicalidade e folclore têm a benção dos padroeiros São Cosme e Damião. “Durante o ano todo, a gente faz peditórios e apresentações para realizar o caruru dos nossos padroeiros. Tradição, memória e história são os nossos pilares”, diz Iasmin Xavier, integrante do grupo. Junto com o CRIA, o Lindro Amor vai contagiar o Passeio Público, no Campo Grande, com um cortejo cheio de trajes coloridos e muita dança. “Vamos estar de canecos na cintura, cantando cantigas ao som da percussão”, completa. 

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Pontos de inscrição na UFBA


A partir de hoje, teremos, além da internet e do CRIA, mais dois pontos de inscrição para as oficinas da Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art. A Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Ondina, e a Escola de Teatro, também da UFBA, no Canela, terão pessoas do CRIA dispostas a fazer as inscrições daqueles que querem participar. A oportunidade é de trocar experiências e vivenciar a metodologia do CRIA e do C’art nas oficinas: Clown Identidade corpo cômico, ministrada por André Casaca, e Teatro em matrizes brasileiras, por Maria Eugênia Milet. Eis os dias e horários dos pontos:

Dança - 24/08 (manhã) e 25/08 (tarde)
Teatro - 24/08 (tarde) e 25/08 (manhã)

Pela manhã, as inscrições podem ser feitas das 8h30 às 13h. Já pela tarde, o horário vai das 13h às 17h30. Não deixem de se inscrever para oficinas e de assistir aos espetáculos da Arte do Encontro - Mostra Cênica CRIA e C’art, que acontece de 26 a 31 de agosto, no Teatro Vila Velha. 

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

CRIA celebra a Arte do Encontro


O Centro de Referência Integral de Adolescentes (CRIA) e a Companhia C’art (grupo italiano) realizam, em parceria, a Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art que acontece entre os dias 26 e 31 de agosto, no Teatro Vila Velha. Oficinas e espetáculos compõem a programação do evento, proporcionando ao público e aos estudantes e profissionais do campo artístico, uma troca de experiências com o teatro do CRIA, sob direção artística de Maria Eugênia Milet, atriz e professora da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA), e o C’art, gerido e coordenado pelo ator e diretor André Casaca.

Espetáculo Quem me ensinou a nadar?, do grupo artístico do CRIA, Iyá de Erê

A largada da mostra cênica, que tem o patrocínio da União Européia, será na tarde de 26/08, às 15h30, quando um cortejo artístico tomará conta do Passeio Público, puxado pelo grupo cultural do recôncavo baiano, Lindro Amor. Até o dia 31/08, serão cinco dias que prometem movimentar a cidade de Salvador com as montagens dos grupos artísticos do CRIA, permeadas pelo universo Clown italiano, trazido por André Casaca e o seu grupo de jovens que virão da Itália para celebrar uma união de 14 anos, entre o C´art e o CRIA.

 André Casaca traz o seu espetáculo Tranquilli!!! direto da Itália para a Mostra Cênica

O CRIA tem realizado festivais e mostras de arte-educação há 17 anos, tecendo redes e reunindo artistas de todo o Brasil, bem como jovens da capital e do interior da Bahia. “Trocar experiências e descobrir formas de fazer arte e agir no mundo são nossos objetivos na realização de eventos como esse”, declara Maria Eugênia Milet, diretora artística do CRIA e da Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art. 

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Hora de conversar sobre os mitos

Na última sexta-feira, dia 12 de agosto, aconteceu mais uma das Rodas de Conversa, Leitura e Escrita. Essas rodas são atividades semanais que fazem parte do programa ELE -Encontros de Linguagens e Expressão - e tem como intuito a formação e cidadania dos nossos jovens criadores.


Toda sexta-feira, os meninas e meninas de todos os grupos artísticos do CRIA, se encontram para trabalharem, através da língua, a expressão oral e escrita. Dessa vez, o convidado foi Denisson Palumbo, graduando do curso de Letras da Universidade Federal da Bahia. Ele é ex-integrante do CRIA e fez parte de montagens da Tribo do Teatro e CRIAPoesia. Para relembrar os bons tempos de grupo, Palumbo veio discutir sobre a formação do povo brasileiro. O ponta-pé inicial dos debates foi a questão dos mitos: aqueles que são a gênese dos povos no mundo inteiro.


A intenção desses encontros é, através de dinâmicas interativas, sempre trazer temas da atualidade para despertar o senso crítico dos adolescentes que fazem parte dos grupos do CRIA. Não deixe de conferir as novidades no blog! Estamos esquentando os tamborins para a Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art, acontece entre os dias 26 e 31 de agosto, no Teatro Vila Velha. 

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Os jovens a mais de mil

O ensaio aberto do grupo artístico Mais de Mil começou a mil por hora, ontem à tarde, dia 03 de agosto. Os jovens iniciaram a montagem Um dia... um quintal cantando pelos corredores dos CRIA, deixando todos envolvidos pela energia cênica. O grupo serviu de guia para os seus pais e amigos chegarem até a sala onde iriam assistir o espetáculo. A platéia foi embalada pelo ritmo do berimbau, para logo depois verem os jovens utilizarem o palco como palanque para propagarem os seus sonhos em construção. Eles se revelam em frente ao público, expondo as suas aspirações.



O espetáculo, que ainda está em processo de construção, busca dialogar principalmente com crianças e adolescentes, mostrando que o clássico ditado “a união faz a força” tem muito mais benefícios do que se viver separado, lutando exaustivamente pela bruta individualidade. A história gira em torno de jovens que transformaram suas relações em algo não proveitoso, recheada de brigas e desentendimentos, prejudicando o desenvolvimento das suas brincadeiras e jogos. Mas tudo muda num dia, em um quintal.



Uma figura mística os encontra e demonstra, a partir de contos e histórias, que juntos todos os problemas pode ser facilmente resolvidos. Aos poucos, e sempre cheios de músicas e cantos, esses jovens vão percebendo que faz muito mais sentido atuarem em conjunto. Além disso, Um dia... um quintal também se baseia no mito do dragão chinês, dialogando com a cultura oriental.


Arte do Encontro – Mostra Cênica CRIA e C’art está chegando, no dia 26 de agosto, no Teatro Vila Velha, trazendo essa peça e outras atrações. Fiquem ligados! 

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Quais são os nossos direitos e quem somos nós?

Dirigido por Rose Silva e Alessandro Souza, o grupo artístico do CRIA, Pessoa Comum, apresentou hoje pela manhã, dia 03 de agosto, o seu espetáculo, Quem Somos Nós?, que está em fase de remontagem. Os espectadores, pais e amigos dos jovens-atores, encheram a sala e logo foram introduzidos a nós, a equipe CRIA. 




Dois índios, como estátuas, recepcionam o público. Momentos depois, surge um grupo de pessoas discutindo e brigando por um pedaço de terra. Quem Somos Nós? aborda temáticas como as ocupações territoriais, ao longo da história de Salvador. Os adolescentes interpretam personagens que, num primeiro momento, ainda não sabem conjugar o verbo dividir. O que eles visam: o seu próprio bem-estar. Aparecem, ao longo da história, figuras que sempre querem sair à frente de todos, e, nesse caso, ter o domínio das terras.




A montagem utiliza a questão territorial como mote para discutir temas como a ancestralidade, o direito dos cidadãos e a valor da identidade brasileira. Até o folclore é trazido para cena, através do colorido bumba-meu-boi. Tudo se transforma num debate sobre a importância da conquista dos direitos por terra, trabalho e pão.  Os jovens do CRIA também usam o palco para confidenciar os seus desejos e sonhos. Cláudia, mãe de Nathan, um dos jovens criadores, disse: “Espero que esse caminho de sucesso continue sendo traçado. Sucesso para todos os meninos e vão sempre em frente”. 




Essa semana de ensaios abertos é um preparativo para Arte do Encontro - Mostra Cênica CRIA e C'art que acontecerá no Teatro Vila Velha, entre os dias 26 e 31 de agosto. Quem somos nós? fará parte da programação e todos poderão conferir. Continue acompanhando o nosso blog e aguarde mais informações da Mostra em breve.

A vez da Poesia!

Na tarde da terça-feira, dia 02 de agosto, a poesia perpassou as paredes daqui do CRIA. Isso porque foi a vez do grupo CRIAPoesia apresentar o seu trabalho na semana de ensaios abertos. Sob a direção de Robson Poeta do Rap e com preparação corporal e coreografia de Jedjane Mirtes, a platéia pôde conferir os ritmos poéticos dos 14 adolescentes que integram a montagem. A platéia, mais uma vez, era mista: jovens de outros grupos artísticos, familiares, amigos e a nossa atenta equipe.



 O tema do espetáculo, que ainda está em processo de construção, é: Os olhos da cidade. A intenção desses jovens é falar de São Salvador, a partir do Pelourinho, mas sem deixar de contemplar todos bairros aqui abrigados. O que eles usam como instrumento artístico? Poesias cadenciadas que falam sobre a negritude, a pobreza e a juventude no nosso país. Ingrid Xavier, integrante do grupo Iyá de Erê disse que adorou a valorização das comunidades. “Todos estão de parabéns!", afirma.


Muito ritmados e com camisas coloridas, os adolescentes do grupo apresentaram um trabalho cheio de segurança, demonstrada na força com que declamavam cada um dos poemas. Aqui o importante é descobrir-se nos encontros e desencontros dos caminhos. "Eu gostei muito da apresentação. Nota 10! Estou muito orgulhoso", diz sorridente Anderson Almeida, músico e professor de capoeira.


segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Ensaios abertos no pique da Mostra

Começou hoje, dia 1º de agosto, a maratona de ensaios abertos dos grupos artísticos do CRIA. Esse é o início dos preparativos para Arte do Encontro - Mostra Cênica CRIA e C'art, que acontece entre os dias 26 e 31 de agosto, e que, em breve, vocês terão mais informações. Quem deu a largada das apresentações foi o espetáculo Quem me ensinou a nadar?, do grupo Iyá de Erê. Dirigida por Carla Lopes, coordenadora da área de Artes do CRIA, a peça fala sobre o cotidiano do Pelourinho, abordando temas como o tráfico de seres humanos e crimes sexuais, além de trazer a valorização da capoeira e da religiosidade afro. Tudo isso embalado pela musicalidade dos meninos do grupo.

 
A platéia, formada por familiares, amigos dos jovens-atores, e convidados riu e se encantou com os personagens da peça: retratos de figuras marcantes que circulam pelas ruas do Centro Histórico. Grande parte da nossa Equipe CRIA também assistiu atenta a todas as mensagens, danças e músicas que embalam esse texto.


Arte do Encontro - Mostra Cênica CRIA e C'art, acontecerá no Teatro Vila Velha, de 26 a 31 de agosto, e o espetáculo Quem me ensinou a nadar? faz parte da programação. Uma ótima oportunidade para conferir esse trabalho. Fiquem ligados aqui no blog para mais informações sobre o nosso festival e acompanhem tudo o que vai acontecer nessa semana de ensaios abertos. 

1º Encontro Nacional Cultura e Infância

Aconteceu, entre os dias 12 a 14 de Julho, o 1º Encontro Nacional Cultura e Infância. O evento ocorreu no Rio de Janeiro e fez parte da programação do Festival Internacional de Linguanges (Fil). Luciana Balbino, professora de teatro do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Cid Passos e colaboradora do CRIA, esteve lá e contou tudo para a gente.


O encontro reuniu uma média de 50 pessoas da classe artística e dos meios de comunicação com produção cultural, voltados para as crianças e adolescentes. Em três dias de debates, foram propostas diretrizes para a produção nas áreas das artes cênicas, audiovisual, música e artes plásticas, com a intenção de se criar uma política cultural para a infância brasileira.

Para Luciana Balbino, o primeiro passo foi dado, mas ainda há uma longa estrada a ser percorrida. “É importante pensar em políticas públicas que tirem as crianças da invisibilidade. Sim, existem projetos, mas é necessária uma política que os articule”.  

 Luciana Balbino, colaboradora do CRIA, com Ziraldo e Ilo Krugli

Para os debates do evento foram chamados profissionais experientes no trabalho com a infância, tais como Ilo Krugli, experiente diretor de teatro para crianças e fundador do grupo de Artes Cênicas Vento Forte, que em 2010, esteve conosco no I Festival de Arte-Educação A Cidade CRIA Cenários de Cidadania, apresentando seu espetáculo, dando oficinas e fazendo parte da programação.

Marta Porto, Secretária de Cidadania Cultural, vinculada ao Ministério da Cultura, diz, na cartilha do evento, que o 1º Encontro Nacional Cultura e Infância “pretende contribuir para a garantia dos direitos das crianças de uma forma mais ampla, além de dar à cultura da infância o espaço que lhes é de direito nas políticas culturais brasileiras”.

Luciana ressalta a importância de se respeitar essa platéia jovial. “É admirável demonstrarmos a preocupação com o desenvolvimento das crianças, mas devemos também ponderar as micro-escalas. É preciso, por exemplo, pensar no acesso das crianças aos espaços culturais”, comenta a professora.